carregando...

Ouça ao vivo a nossa rádio

Vigilante da STARVIG é preso após tentar roubar Banco do Nordeste com bomba falsa

[Vigilante da STARVIG é preso após tentar roubar Banco do Nordeste com bomba falsa ]
29/11/2014 08h40 Em: Polícia comentários

 

Um ladrão trapalhão voltou aos holofotes da mídia no final da manhã da última sexta-feira.  Trata-se do vigilante da STARVIG, Lucinei Rezende de Souza de 23 anos, que mora no bairro jardim planalto, em Teixeira de Freitas. Na delegacia de Medeiros Neto, quando já se encontrava custodiado, Lucinei disse com exclusividade a reportagem do Liberdade Notícias que assim que chegou até a agencia, vestiu o uniforme, colete e  pegou sua arma de trabalho e então tentou concretizar o seu plano.

Em posse da arma de fogo que usa no serviço, e com algo amarrado no tornozelo, que o mesmo dizia ser uma bomba, rendeu a gerente do banco, e a obrigou a abrir o cofre da agência. Ele dizia para a gerente a todo tempo que estava fazendo aquilo porque tinha sido forçado por bandidos e se ela não abrisse o cofre, eles explodiriam a bomba. Mas, como o mesmo não tinha acesso à rotina do banco, foi surpreendido por outro funcionário, que chegava, ficou nervoso, retirou o colete, entregou a arma e saiu da agencia.  

Em seguida o mesmo ligou para um taxista conhecido como Adelson, e pediu que o motorista o levasse para a cidade de Itanhém. Este mesmo taxista o teria levado de Itanhém até Teixeira de Freitas no mesmo dia, e o vigilante havia dito anteriormente para Adelson que após sua passagem pelo banco, queria ir em destino a Eunápolis, então o taxista, sem saber de nada do que estava acontecendo, o aguardou em uma lanchonete próxima.

Já na BA 290 na altura do trevo de Juracitaba, Lucinei pediu ao taxista que parasse imediatamente o carro pois ele estava com uma bomba amarrada em seu tornozelo direito, e que este artefato havia sido colocado ali por bandidos que queriam que o mesmo assaltasse a agencia. De imediato o taxista parou o veículo e o veículo, o suspeito saiu correndo em direção a uma lagoa próxima a BA, e dentro da lagoa, fez  gestos como se estivesse retirando algo de sua perna. Assim que ele  voltou para o veículo, o taxista Adelson, já desconfiado, disse que o levaria para prestar queixa na delegacia de Medeiros Neto e o mesmo consentiu.

Lucinei foi ouvido pelo investigador de Policia Civil, o agente Cléber, que não acreditou em sua versão cabulosa da tal bomba e de imediato entrou em contato com o Delegado Kleber Eduardo Gonçalves de Teixeira de Freitas, e foi constatado que Lucinei havia realmente tentado o roubo, porém que a história seria outra. Então dois agentes cumprindo ordens do delegado Kleber Gonçalves, vieram a Medeiros Neto e recambiaram Lucinei para Teixeira de Freitas, onde foi autuado em flagrante por roubo de forma tentada artigo 157, parágrafo 2º. 

O Nei já havia sido preso em 2011, onde foi condenado há 05 anos e 04 meses, baseado no ART//cdncache-a.akamaihd.net/items/it/img/arrow-10x10.png. 157, por roubo qualificado com auxilio de arma de fogo. O mesmo segue custodiado na carceragem da 8ª COORPIN, onde se encontra à disposição da Justiça.

Por Patrick Brito/liberdadenoticias.net

Envie uma notícia
Curta nosso perfil

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.