Secretaria de Saúde realiza Campanha de Enfrentamento à Hanseníase em Medeiros Neto: Carreta da Saúde estará no município

[Secretaria de Saúde realiza Campanha de Enfrentamento à Hanseníase em Medeiros Neto: Carreta da Saúde estará no município ]
14/05/2019 16h29 Em: Medeiros Neto comentários

A prefeitura de Medeiros Neto, através da Secretaria de Saúde, Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica, Ministério da Saúde e da SESAB, está realizando a Campanha de Enfrentamento à Hanseníase, em todos os postos de saúde do município e, nos dias 21 e 22 de maio, estará recebendo a Carreta da Saúde – “Ponto Final da Hanseníase”, com consultas dermatológicas, avaliação de manchas, testes rápidos e outros serviços e exames  gratuitos, para o combate à hanseníase.  Caso o diagnóstico seja positivo, o paciente inicia o tratamento imediatamente no local.

No último dia 07 de maio foi realizada uma capacitação sobre o tema, com profissionais de saúde de todos os municípios do Extremo Sul. Sete pessoas, entre elas fisioterapeuta, médico, enfermeiros e técnico de enfermagem, representaram o município de Medeiros Neto.  

Os ACS – Agentes Comunitários de Saúde, já estão realizando buscas nas residências e os membros da Estratégia de Saúde da Família (ESF’s) estão realizando salas de espera (mini palestras), orientando as pessoas sobre a doença.

A ideia é chamar a atenção de toda sociedade, principalmente pessoas que apresentam qualquer dos sintomas para estarem visitando os postos de saúde, para realizarem uma triagem.

A Carreta “Ponto Final da Hanseníase” ficará localizada na Praça Aparecida. É importante lembrar que o diagnóstico e o tratamento são garantidos gratuitamente pelo sus.  Se você conhece alguém que apresente algum desses sintomas, oriente-o a procurar o posto de saúde:

- Manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas, em qualquer parte do corpo, com perda ou alteração de sensibilidade térmica (ao calor e frio), tátil (ao tato) e à dor, que podem estar principalmente nas extremidades das mãos e dos pés, na face, nas orelhas, no tronco, nas nádegas e nas pernas;

- Área de pele seca e com falta de suor, com queda de pelos, especialmente nas sobrancelhas; sensação de formigamento;

- Dor e sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços e das pernas, inchaço de mãos e pés;

- Diminuição da força dos músculos das mãos, pés e face devido à inflamação de nervos, que, nesses casos, podem estar engrossados e doloridos.

Em caso de apresentar algum desses sintomas, o paciente deve procurar imediatamente o seu posto de saúde para realizar um teste.

De acordo com Neusa Barbosa, Técnica de Apoio à Vigilância Epidemiológica-referência do programa de hanseníase, a hanseníase é contagiosa, porém, o contágio acontece devido ao contato prolongado e, desta forma, geralmente acontece entre pessoas da família ou colegas de trabalho, que têm contado constante.

O mais importante é frisar que a hanseníase tem cura e que seu tratamento é gratuito e garantido pelo SUS. Fique atento e procure sempre o posto de saúde do seu bairro”, disse Neusa.

Em 2017, foram notificados 2.217 casos novos de hanseníase na Bahia, um coeficiente de detecção anual de 14,51/100.000 hab., considerado alta endemicidade segundo parâmetros nacionais.

Fonte: Departamento de Comunicação

Por: Jan Santos / Ascom

Arte gráfica: Iuri Stockler

Secretaria de Saúde realiza Campanha de Enfrentamento à Hanseníase em Medeiros Neto: Carreta da Saúde estará no município

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.