Ouça ao vivo a nossa rádio

Governo da Bahia prorroga decreto que proíbe aulas e eventos com mais de 100 pessoas

[Governo da Bahia prorroga decreto que proíbe aulas e eventos com mais de 100 pessoas ]
26/09/2020 12h40 Em: Bahia comentários

O Governo da Bahia anunciou, no início da noite desta sexta-feira (25), a prorrogação do decreto que proíbe aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada, e eventos com mais de 100 pessoas. A medida vale até o dia 12 de outubro.

Conforme informações do governo, a prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de sábado (26). O decreto proíbe as atividades que envolvem aglomeração com mais de 100 pessoas, como shows, feiras, apresentações circenses, eventos científicos, passeatas, bem como abertura e funcionamento de zoológicos, museus, teatros, dentre outros.

As aulas foram suspensas nas escolas baianas em março. Desde então, o decreto vem sendo renovado cada vez que vence, como medida de prevenção do novo coronavírus.

Na última quarta-feira (23), em uma entrevista, o governador da Bahia, Rui Costa, criticou a pressão feita por pessoas que querem o retorno das aulas. Ele disse que, enquanto o número de mortes diárias pela Covid-19 não baixar, não há possibilidade de retorno de estudantes às salas de aula.

O governador fez um comparativo e disse que o número de mortes, por dia, na Bahia, tem sido o equivalente ao de estudantes que ocupariam uma sala de aula na rede pública estadual, em períodos sem pandemia.

Nesta sexta, Rui Costa também anunciou a liberação do transporte coletivo intermunicipal para 114 cidades do sul, extremo sul e parte do sudoeste baiano, que ainda estão com o serviço suspenso.

Com esta decisão, que também será publicada na edição de sábado (26) do DOE e valerá por tempo indeterminado, todos os 417 municípios baianos poderão reabrir os terminais rodoviários. Os outros 303 municípios tiveram o transporte coletivo intermunicipal liberado desde o dia 14 de setembro.

 

Fonte: G1Bahia

Envie uma notícia
Curta nosso perfil

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.