Ouça ao vivo a nossa rádio

Deputados petistas prestigiam a posse da Nova Diretoria do partido em Medeiros Neto e prestam contas sobre as reformas

[Deputados petistas prestigiam a posse da Nova Diretoria do partido em Medeiros Neto e prestam contas sobre as reformas ]
27/07/2017 17h03 Em: Medeiros Neto comentários


No último dia 21 de julho de 2017, sexta feira compareceu à posse da nova Diretoria Municipal, eleita, do Partido dos Trabalhadores, o Deputado Federal pelo quinto mandato, Nelson Pelegrino, várias vezes Secretário do Estado da Bahia, uma delas Secretário de Justiça e a Deputada Estadual, Maria Del Carmen, que prestigiaram os novos empossados, aqui citados somente a nova diretoria: Edenilde (Edy da Floricultura), José Claudio, Vera Lúcia, Claudinéia, Ermisvaldo e Lourdes Solivânia. Inicialmente o coordenador do evento, professor Lauriano Alves de Almeida, após cumprimentar a todos e dar as boas vindas, pediu que o Deputado Nelson Peregrino fizesse um apanhado da conjuntura política nacional. Então, após cumprimentos ele disse que o Partido dos Trabalhadores tem vários desafios e entre eles estão:

ü Com o atual governo, liderar a oposição;

ü Construir um projeto alternativo que possibilite um governo de sucesso;

ü Luta no campo, cidade, parlamento para estabelecer um contra ponto contra a grande mídia que estão a serviço do mercado e estrangeiros;

ü Pela Internet: informar 90 milhões que navegam e ficam sabendo em tempo real; eles têm a interação com a notícia, somente tendo que filtrar o que é real e o que não é! Basta observar as manobras do governo Temer;

ü Mas o partido tem aliados, militantes fortes... Basta ver o DIA DE LUTA DAS MULHERES do MST – Movimento dos Sem Terra que teve amplo sucesso e são contrários ao Governo Temer;

ü Compreensão de que o Governo Temer tem uma agenda contrária aos interesses do povo brasileiro que em sua ampla maioria é minoritária.

Citou ainda, as Leis aprovadas ou que estão por serem aprovadas no Congresso Nacional e que devemos tomar conhecimento, pois estão e vão dificultar a vida do povo brasileiro:

Terceirização – Todas as atividades hoje podem ser terceirizadas, ou seja, eu posso constituir uma empresa, prestar serviços, mas meus empregados nunca terão direitos reais e concretos, serão descartáveis; as atividades serão precarizadas, as contratações serão indiretas e o contrato de trabalho durará, no máximo, 9 meses, por exemplo.

Trabalhista - Segundo o Deputado Nelson Pelegrino, existem três pontos principais nesta reforma:

1 – Acabar com a CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas, que protege o trabalhador contra o patrão. Neste caso, prevalecerá o acordo que o empregado fizer com o patrão;

2 – Menos sindicatos, acabar com os sindicatos que brigam e têm poderes de defender o trabalhador, a começar com a exclusão do imposto sindical, quando o trabalhador contribui com um dia de seu serviço;

3 – Destruir ou dificultar a Justiça do Trabalho, ou seja, quem ganha até dois salários pode recorrer os outros não!

Previdenciária – como o governo depende de muito voto, está parada esperando as ondas que querem derrubar o governo pararem para que eles voltem a movimentá-la. Nesta reforma existe a inviabilização da aposentadoria, ou seja, dificultar da melhor maneira possível. Existem inúmeras propostas, cada uma mais absurda que a outra, sempre acabando com os direitos dos trabalhadores. As últimas a serem discutidas é que os rurais devem contribuir por, no mínimo, 15 anos; já os urbanos têm retardamento de aposentadorias, quando devem ter 65 anos, os homens e, 62 anos, as mulheres, mas para terem salário integral, 40 anos de contribuição. Com o tempo de 25 anos e a idade só alcançará 70% do salário. Auxílio doença só em caso de contração no ambiente de trabalho, assim, câncer, por exemplo pode ficar de fora, pois não se pode comprovar! São absurdos! Mesmo de cadeiras de rodas, o trabalhador estaria apto a trabalhar e não receberia sua aposentadoria! Outro absurdo é que a combinação de direitos daria perda ao trabalhador: no caso de doença contraída no trabalho, 50% até 70%. Acumulação de aposentadoria e pensão por morte do parceiro, não haverá acumulação e o trabalhador teria que optar por uma das duas, a maior, é claro! A acumulação só seria permitida se somadas dessem um salário mínimo.

BPC – Benefício de Prestação Continuada – aquele trabalhador que não reúne condições de aposentar e que hoje, ao atingir 65 anos, o governo oferece a ele um benefício de um salário mínimo. A proposta nova é que ele só adquira o benefício aos 70 anos, a partir de 2024, mas haverá uma progressividade.


 


Mas aí o Deputado Federal se pergunta e aos outros também: Por que tudo isto? E tenta responder: Existe uma crise mundial refletindo atualmente no Brasil. Mas, quem tem que pagar a crise? A elite diz que é o trabalhador e aí o golpe foi dado pois Lula e Dilma não queriam jogar para que o trabalhador pagasse, neste caso de um governo do PT, foi sugerido a volta da CPMF – imposto sobre grandes operações, ou seja, quem movimenta muito dinheiro paga mais, pois o governo petista deu muitas isenções e naquele momento de dificuldade teríamos que dividir o ônus proporcionalmente. Aí acontece o grande golpe: a grande mídia e empresários (bancos e indústrias), principalmente, se organizam para derrubar o Governo Dilma. Também contaram com a bancada ruralista (grandes proprietários de terras) e a indústria organizada, já que pelo voto sabiam que não seriam capazes, uma vez que, seria o quarto mandato do Partido dos Trabalhadores. Assim, organizados, com o aliado Michel Temer aplicam o golpe, inclusive com o apoio da Justiça brasileira que se vê traída atualmente. Desta forma, há o desmonte das cadeias produtivas brasileiras, a saber: petrolífera, construção civil, frigoríficos e outros tantos. Tudo bem, corrupção tem que ser apurada, mas destituir um governo com intuito de acobertar corrupção e estabelecer um governo elitista e que defendesse os interesses internacionais... Querem voltar a implantar o modelo agrário-exportador, é a agenda! Segundo o deputado, a Previdência Social não está quebrada! Tudo que o governo quer é negar a seguridade social e negar a política de assistência social ao carente. Ele disse ainda que no Brasil, ou não pagam a previdência, deixam de recolher ou gastam os recursos em obras e não repõem. A Constituição criou os impostos para financiar a previdência e até as loterias a financiam... desta forma, os grandes ganham muito e pouco contribuem. Se o Governo Temer vai até o fim é difícil prever. Não se sabe se é melhor que ele saia ou fique, mas as reformas são catastróficas para o trabalhador. O deputado é positivista ao afirmar com veemência que se tiver eleição, Lula volta. Ele afirma que atualmente o judiciário quer governar o país...

Por sua vez, a Deputada Estadual Maria Del Carmen falou da capacidade do Deputado Nelson Peregrino e que é missão deles munirem o povo de informações para que possamos ir às ruas e buscar forças contra a proposição neoliberal. A busca é pela diminuição da desigualdade e que os não nacionalistas entreguem o país ao outros.


 


Assim, na Bahia, segundo a deputada, diante do cenário nacional, a Bahia está bem e melhor. O estado caminha para a modernização do Estado, mas a base legislativa ajuda o governo, contradizendo a postura dos deputados em Brasília. Embora bem, a Bahia recebe as consequências da crise, os recursos que são federais, deixam de entrar na economia dos municípios e, assim, a crise agravará; sendo a prioridade o investimento na saúde e consórcios; o grande problema são as estradas por conta de um Estado gigantesco e chuvas constantes, ultimamente. Conclamou aos petistas que além da defesa federal que incorporem a reeleição de Ruy Costa e, acima de tudo, tentar aumentar as bancadas estaduais e federal do partido. Já os aliados têm respondido à altura no estado e votam com o governo, ao contrário dos federais que negam apoio ao governo. Hoje a Bahia supera São Paulo, Rio de Janeiro e outros estados considerados mais ricos. Diz que buscar e gerar empregos é a meta principal do governo baiano, que vem potencializando a condição de vida no campo. Assim, em 2018, o partido dos trabalhadores tem a responsabilidade de reconduzir o país por ser o maior partido de esquerda do mundo... garantir a vitória petista na Bahia e Brasil. Finalizou!

Por fim, na após anunciar os empossados da nova diretoria, a presidente Edenilde foi convidada a se pronunciar. Segundo a nova presidente o apoio e o fortalecimento em todas as instâncias se fazem necessários. Disse mais... "não há conforto na nossa situação política que influencia o comércio e outros segmentos...” cobrando dos deputados posições! Agradeceu ao filho que pela primeira vez estava em um evento político partidário, agradeceu a militância, embora a presença fosse pequena... Disse estar numa época difícil e sabe que tenha que fazer algo para resgatar a militância em busca de apoio para as futuras eleições... Energizar as pessoas para que voltem a ter a empolgação necessária para as eleições. Agregar forças é essencial. Falou da importância da política, pois "tudo gira em torno da política” e que temos que ter a visão da coruja: "olhar para todos os lados”!. Concluiu a atual presidente do PARTIDO DOS TRABALHADORES.

 

 


Envie uma notícia
Curta nosso perfil

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.