Ouça ao vivo a nossa rádio

Cachorro Louco, traficante foragido morre ao trocar tiros com CAEMA e a RONDESP

[Cachorro Louco, traficante foragido morre ao trocar tiros com CAEMA e a RONDESP ]
14/05/2017 11h33 Em: Polícia comentários

Pablo Souza de Oliveira, vulgo Cachorro Louco, morreu em confronto com policiais da CIPA/ Mata Atlântica (CAEMA) e a RONDESP/Sul, na manhã deste domingo (14), em São João do Sul, distrito de Guaratinga, quando a forma policial tentava cumpri um mandato de prisão contra o próprio elemento.


Ao perceber a intervenção policial, o indivíduo atirou varias vezes contra a direção dos policiais que repeliram a injusta agressão. O criminoso cessou a resistência apenas quando foi atingido, sendo socorrido para o Hospital e Maternidade Joana Moura, onde não resistiu ao ferimento e faleceu.


Com o elemento indivíduo foi encontrado um revólver calibre 38 de numeração suprimida, 06 (seis) cartuchos deflagrado calibre 38, 03 (três) cartuchos intactos calibre 38, 05 (cinco) cartuchos cal. 32, 28 (vinte e oito) buchas de substância parecida com maconha.


Pablo Souza, o Cachorro Louco, era um traficante muito conhecido na Bahia e pertencia a uma organização criminosa responsável pela prática de tráfico transnacional de drogas e de armas, atuante em várias regiões do país. Inclusive a grupo é apontando como autor da morte de um agente da Polícia Federal em 25/09/2013, alvejado por um fuzil, no evento da queda e destruição de um avião em uma pista de pouso clandestina na cidade de Bocaina (SP) , que resultou na apreensão meia tonelada de drogas e armas de diversos calibres, incluindo fuzis ponto 50, de uso exclusivo das Forças Armadas.


As guarnições encontram-se na 1 DT em Eunápolis para as medidas cartoriais. A CAEMA aguar sua denúncia pelo telefone (73) 99815-8859 (Whatsapp) ou online no endereço eletrônico //www.caemaonline.com.


 


Envie uma notícia
Curta nosso perfil

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.