Assassino de "Cadinha" é preso pela PM na cidade de Itanhém

[Assassino de "Cadinha"  é preso pela PM na cidade de Itanhém ]
10/04/2019 00h43 Em: Polícia comentários

Policiais militares do 2º Pelotão, lotados na cidade de Itanhém prenderam na noite da última terça-feira (09) Adson Santos Oliveira, vulgo "Neguinho da Palha", autor confesso do assassinato de Claudinei Ferreira de Novaes, vulgo “Cadinha”, 40 anos, na noite da última segunda-feira, dia 08.

MATÉRIA RELACIONADA: Vítima de tiros é encontrada morta dentro do CAPS em Itanhém

Assassino de

Cadinha” teria sido atingido enquanto encontrava-se em um bar, porém fugiu do atirador e sua morte só foi descoberta após seu corpo ter sido encontrado na manhã de terça-feira, em um beco no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), na Praça José Resende Sobrinho, no bairro São João. Cadinha, como era conhecido foi atingido por pelo menos cinco disparos de arma de fogo.

Durante a terça-feira o disck denúncia do 2º Pelotão recebeu várias informações sobre a autoria do delito e, após denúncias de populares sobre a localização do suspeito, foram feitas diligências durante o dia, no intuito de capturá-lo. Com a informação de que o mesmo estaria de posse de uma bolsa verde, possivelmente querendo fugir da cidade, as guarnições conseguiram localizar o autor na rua Itaúna, bairro Leopoldina Botelho. Ele confessou ter cometido o crime, inclusive com áudios de WhatsApp.

Diante dos fatos, Adson Santos Oliveira, ouviu voz de prisão e foi conduzido e apresentado na sede da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior – 8ª Coorpin de teixeira de Freitas.

Em depoimento para delegado plantonista, Charlton Bortolini, ele reafirmou a autoria do homicídio, e disse ainda, que cometeu o crime a mando de um traficante de prenome “Athos”, que teria dito, que Claudinei (Cadinha) estaria lhe devendo certo valor de droga, e que este mesmo traficante teria lhe ameaçado, dizendo que se ele não fizesse o serviço, seria ele que iria morrer.

Questionado sobre a arma utilizada no crime, ele disse que seria do “Athos”, e que teria lhe devolvido após ter atirado contra o Claudinei. Adson disse ainda, que ele teria ido, juntamente com o Athos, na casa de outro desafeto, de nome “Marcos”, que disputa área do tráfico na cidade, e que o Athos teria desferido alguns tiros no intuito de acertar o Marcos, mas, não teve êxito.

Assassino de

Adson (Neguinho da Palha) foi ouvido e liberado pelo delegado, por não ter sido apresentado em ato de flagrante. O seu depoimento será encaminhado para o delegado substituto da cidade de Itanhém, Willian Telles, para que possa ser juntado ao inquérito policial sobre o homicídio, devendo ser pedido à Justiça, a prisão preventiva do acusado, réu confesso.

Por: Redação Medeiros Dia Dia / Com infor: Liberdade News

Assassino de

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.