Ouça ao vivo a nossa rádio

Após morte, doença misteriosa preocupa autoridades em MG

[Após morte, doença misteriosa preocupa autoridades em MG ]
09/01/2020 10h15 Em: Nacional comentários

Uma doença ainda não reconhecida está deixando as autoridades de Minas Gerais em estado de alerta. Em pouco mais de uma semana, o problema "misterioso" já deixou nove homens hospitalizados em estado grave, todos com quadro de insuficiência renal aguda associada a alterações neurológicas.

Dentre eles, Paschoal Darmartini Filho, de 55 anos, não resistiu e teve a morte confirmada na última terça-feira (7) pela Secretaria de Saúde do Estado. Os demais pacientes seguem internados em hospitais da região de Belo Horizonte.

Sintomas da doença misteriosa

Boatos tem circulado pela Internet sobre a doença ter relação com um suposto consumo de bebidas contaminadas adquiridas em mercados de Buritis, bairro próximo a Belo Horizonte e que interliga todas as vítimas.

De acordo com as autoridades, algumas moravam no local e outras estiveram pelo bairro recentemente. No entanto, ainda não há uma causa definida e os órgãos públicos continuam investigando todos os pontos em comum entre os pacientes.

Todos os nove homens deram entrada nos hospitais apresentando o mesmo quadro: insuficiência renal aguda e alterações neurológicas. Entre os sinais apresentados pelas vítimas estão:

*Náusea
*Vômito
*Diarreia
*Paralisia facial
*Vista borrada
*Cegueira parcial ou total

O que mais chama a atenção dos médicos é a evolução rápida da insuficiência renal aguda: em menos de 72 horas (três dias) do aparecimento dos primeiros sintomas, foi necessária a internação dos pacientes devido ao agravamento dos casos.

Foram classificadas como alterações neurológicas da doença os seguintes sintomas: paralisia facial, borramento visual, mudanças sensoriais, amaurose (perda parcial ou total da visão) e paralisia progressiva.

Grupos de risco

Segundo informações do jornal Estado de Minas, os pacientes apresentaram os sintomas a partir do dia 30 de dezembro de 2019. Todos são do sexo masculino, com idades entre 23 e 76 anos. Os dois casos mais recentes foram confirmados na tarde desta quarta-feira (8).

Do total de ocorrências, uma acabou sendo descartada pelas autoridades. Trata-se de um idoso de 76 anos, que não apresentava os mesmos sintomas que as demais vítimas e tinha doença renal prévia.

Possíveis causas

Até o momento, a Vigilância em Saúde de Minas Gerais aponta que as possibilidades de causa da doença são inúmeras. Porém, o órgão trabalha com as hipóteses de intoxicação exógena ou intoxicação por metanol (botulismo).

Intoxicação exógena

A intoxicação exógena é causada pela alta exposição a inseticidas, agrotóxicos ou substâncias químicas tóxicas (como medicações em excesso, metais pesados ou até picadas de animais venenosos). Como existem diversos tipos de substâncias tóxicas hoje disponíveis, há uma enorme variedade de sintomas para essa condição.

Contudo, autoridades afirmam que a doença não costuma resultar em insuficiência renal, enquanto que a paralisia facial acontece de forma pontual. Dessa forma, o quadro de intoxicação exógena não é tão similar ao da doença que tem atingido os moradores de Minas Gerais.

Intoxicação por metanol (botulismo)

A intoxicação por metanol (botulismo) é o envenenamento causado por uma bactéria denominada Clostridium botulinum, que se propaga em alimentos ou bebidas contaminadas.

Apesar dos sintomas serem muito similares aos da doença misteriosa, agentes da Vigilância em Saúde defendem que essa hipótese é pouco provável, devido à extrema raridade e alta taxa de mortalidade associada a esse quadro.

Isso porque a maioria dos casos de intoxicação por metanol tem como principal causador a cachaça produzida de forma incorreta. Dentre os pacientes, somente dois ingeriram a bebida em datas próximas ao aparecimento dos sintomas.

O que fazer ao notar os sintomas

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais pede para que todos os médicos do Estado notifiquem em até 24 horas todas as ocorrências de pacientes que apresentarem sinais de insuficiência renal aguda com alterações neurológicas.

Por isso, se você mora em MG ou esteve na região próxima a Belo Horizonte a partir da última semana de dezembro e tem apresentado os sintomas descritos, procure imediatamente o pronto-socorro mais próximo.

Fonte: Terra

Envie uma notícia
Curta nosso perfil

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

? x