Após diversas tentativas, operação para retirar carreta foi adiada. Prédio será demolido

[Após diversas  tentativas, operação para retirar carreta foi adiada. Prédio  será demolido ]
10/08/2019 01h17 Em: Medeiros Neto comentários

A operação para a retirada da carreta do local do acidente ocorrido na noite de quinta-feira, dia 08, começou na manhã da última sexta-feira (09).

Equipes do 18º Grupamento de Bombeiros Militar de Teixeira de Freitas, Samu, Polícia Militar e engenheiros da Prefeitura Municipal de Medeiros fizeram vistorias nos imóveis afetados.
Moradores foram autorizados a entrar nas casas, acompanhados por bombeiros militares, apenas para buscar objetos pessoais e documentos. Duas residências ficaram com estruturas comprometidas em sua totalidade.

Após diversas  tentativas, operação para retirar carreta foi adiada. Prédio  será demolido com tudo dentro

Agentes do Departamento de Polícia Técnica realizaram perícia no local e, finalmente, começaram os trabalhos de retirada do veículo. A empresa de mineração Corcovado enviou funcionários e maquinário para o serviço. Depois de várias tentativas sem sucesso, a operação foi cancelada. O prédio (casa e mercearia) do senhor Geraldo Braga foi condenado pela Defesa Civil Municipal e pelo Corpo de Bombeiros. A área é de risco e permanecerá monitorada.

A segurança de todos deve ser garantida. A diretora de Licenciamento e Fiscalização de Obras, Ludmila Monfardini, disse que a intenção Município é preservar as estruturas próximas. "Tendo em vista todas as tentativas sem sucesso, resolvemos parar e retomar amanhã, com nova logística, para fazer a demolição do prédio, que foi totalmente condenado", informou.

Após diversas  tentativas, operação para retirar carreta foi adiada. Prédio  será demolido

Segundo o Tenente BM Cléber, uma das dificuldades para a remoção é o peso da estrutura em cima do caminhão. Desta forma, a casa e a mercearia serão demolidas com todos os móveis e objetos dentro. Uma reunião entre as autoridades competentes foi convocada para definir a melhor estratégia de atuação das equipes.

A segurança de todos deve ser garantida. A diretora de Licenciamento e Fiscalização de Obras, Ludmila Monfardini, disse que a intenção Município é preservar as estruturas próximas. "Tendo em vista todas as tentativas sem sucesso, resolvemos parar e retomar amanhã, com nova logística, para fazer a demolição do prédio, que foi totalmente condenado", informou.

Segundo o Tenente BM Cléber, uma das dificuldades para a remoção é o peso da estrutura em cima do caminhão. Desta forma, a casa e a mercearia serão demolidas com todos os móveis e objetos dentro. Uma reunião entre as autoridades competentes foi convocada para definir a melhor estratégia de atuação das equipes.

Após diversas  tentativas, operação para retirar carreta foi adiada. Prédio  será demolido com tudo dentroA avenida foi interditada, inclusive para caminhões pesados, desde o acidente, que ganhou repercussão a nível nacional. A carreta está apreendida pela Polícia Civil. Os trabalhos de demolição começarão na manhã deste sábado (10).

Lucas Akarohi do Couto, que se identificou como proprietário da carreta, esteve presente no local do acidente e procurou a nossa reportagem do Medeiros Dia Dia para se pronunciar.

Embora os documentos da carreta não estejam em seu nome, ele assumiu ser o proprietário, e não se eximiu das responsabilidades. “Recebemos, perplexos, a notícia dessa lamentável tragédia. Prontamente nos deslocamos até o local para nos apresentarmos às autoridades e às famílias atingidas. Estamos no aguardo do resultado da perícia para que possa determinar a causa do acidente, esclarecer as dúvidas que se apresentam e tomar as providências posteriores. Desde já, estamos à disposição das autoridades para prestar quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários. Com relação a situação das famílias atingidas, teremos que aguardar o decorrer dos fatos, bem como o posicionamento dos demais envolvidos".

Culpabilidade

Na tarde desta sexta-feira (09), o Dr. William Telles, delegado da Polícia Civil de Medeiros Neto, esteve no local do acidente e informou ao proprietário da carreta que a mesma está apreendida. De acordo com o delegado, pelo fato do acidente ter vitimado pessoas, a Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as causas do acidente.

O autor, que é o condutor, poderá responder por lesão corporal grave, por negligência, imprudência ou imperícia, salvo se a perícia constatar defeito mecânico e, neste caso, a culpa poderá ser atenuada.

Assim que sair do local, o cavalo mecânico será rebocado para a Delegacia, onde aguardará pela perícia. A partir da próxima semana, o Delegado retornará ao local para ouvir vizinhos e envolvidos no acidente.

Por: Jan Santos / MDD

Fotos: JBL

Após diversas  tentativas, operação para retirar carreta foi adiada. Prédio  será demolido com tudo dentro

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.